Convite para o dia 16 de Novembro no Rio de Janeiro – Homenagem a Umbanda ALERJ

Este é um convite pessoal.

No próximo dia 16 de novembro, a Umbanda será homenageada pelo seu 103° aniversário no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

Na verdade, é mais do que uma solenidade oficial. É uma demonstração de força de uma religião que apesar de todas as perseguições ao longo das décadas, conseguiu sobreviver e se afirmar no seio da sociedade brasileira como uma forma pura da religiosidade de nosso país.

Nesta solenidade do dia 16 de novembro, mais uma vez babalaôs, ialorixás, ogans, médiuns e frequentadores de terreiros estarão irmanados numa gigantesca corrente de fé, em defesa do respeito à todos os credos e no combate à intolerância religiosa.

Estarão presentes à solenidade jornalistas, artistas, personalidades que jamais esconderam sua fé umbandista.

Ogans, com seus atabaques, entoarão as curimbas de louvação aos orixás, caboclos e pretos velhos.

O Programa Melodias de Terreiro produziu um CD exclusivo para os participantes dessa solenidade, com 40 curimbas, muitas inéditas. O CD será distribuido gratuitamente.

Esta solenidade tradicional – e oficial – que consta no calendário da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, promovida há anos pelo deputado Átila Nunes, é uma demonstração de que a Umbanda, mais do que nunca, é uma realidade nacional.

Sua presença é fundamental. Agradecemos se puder vir de branco.

Contamos com você e demais irmãos de fé.

Umbanda unida, Umbanda forte!

Dia 16 de novembro, às 18 horas

Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro

Solenidade oficial em homenagem aos 103 anos da Umbanda

Plenário da Alerj – Palácio Tiradentes – Praça Quinze – Centro do Rio

Informações: (21) 2461 0055

E-mail: 103anos

PROGRAMA MELODIAS DE TERREIRO – RÁDIO BANDEIRANTES AM 1360 (RJ)

Com Átila Nunes Filho e Átila Nunes Neto de 2a à 6a feira, entre 23h e 24h

Ouça pela internet: www.radiomelodiasdeterreiro.com.br (24 horas no ar).

Reprises às 10h, 14h e 18h Central telefônica 24h: (021) 2461-0055

Coisas da Vida – Obsessão

Coisas da Vida

Obsessão

Posted: 19 Oct 2011 09:49 AM PDT

images+%252845%2529.jpg
Num destes dias normais por aqui eu, ao entrar em casa,vi umas pegadas diferentes. De cara já fui pedir satisfação para meu marido: entrou algum cavalo aqui? Cavalo não, mas tem um pônei aí fora. Não demorou muito para eu ver meu cachorro correndo atrás do pônei e depois o pônei correndo atrás do cão. No dia seguinte, chegamos a conclusão que aquele ser pertencia a um vizinho, que se mudou de São Paulo para cá e ainda não se adaptou à vida do mato.
Dito e feito. Algumas horas depois ele ligou perguntando se tínhamos visto o tal fujão, que não tinha uma orelha.Toca o lindinho me chamar para ver se eu sabia se não tinha a tal da orelha mesmo. Como eu não havia reparado e esperto que é para confirmar se era o mesmo fez duas perguntas importantes : é preto? é baixinho? O fato é que nem precisava fazer tais perguntas. Gente do mato não tem pônei. Por razões bem práticas: cavalos são mais dóceis e o coice de um pônei é muito violento. Eles são estressados, talvez pela baixa “altitude’ e uma falta de visão mais ampla.
Nós todos temos algumas reações mecânicas e pensamentos condicionados também. Creio que as vezes a nossa baixa “altitude” com relação à natureza humana faça que com isto fique evidente. Vou contar outra história. Uma pessoa que conheço foi assaltada e quando recebeu a voz de assalto logo ergueu os braços. O bandido ,indignado , falou: aonde você pensa que está? No cinema? Baixa estas mãos aí…A pessoa está bem, só com a moral um pouco abalada….
Traçamos o que seria um mundo perfeito pelos referenciais que temos à disposição na mídia de uma forma geral. Invariavelmente acabamos nos deparando com verdades: os pôneis não são legais e a vida não é um filme. Mas tudo bem. O importante é reconhecer que às vezes passamos do limite com relação à nossa própria vida, nos tornando auto-obsessores.Olhamos muito para dentro em busca de elementos comuns a todos os outros seres humanos estampados na mídia e geralmente nos frustramos.
Como na vida, quando nos entregamos à Umbanda temos que dar um passo de cada vez. O conhecimento que acumulamos lá, deve estar em uso contínuo, para consolar e curar os outros e a nós mesmos. Penso hoje que,tanto as glórias e grandes conquistas na religião ,como os momentos ruins, deixam lições e são elas só que devem predominar e não os sentimentos a elas agregados como o orgulho ou a decepção.
É muito comum médiuns novos buscarem respostas para sua própria existência nesta terra. Alguns tem visões sobre vidas passadas, às vezes sem querer, e valorizam demais isto. Como é possível você fazer juízo de um livro todo lendo só uma linha? Não é certo e gera sofrimento. Então uma só pergunta, quando você tem este tipo de visão ou sonhos estranhos, pode debelar muito sofrimento: como posso ajudar alguém, ou a mim mesmo, com uma informação destas? Se não houver resposta ou se a resposta for negativa , esqueça.
Ser médium não é fácil. Eu tenho minha receita pessoal: quando a coisa está difícil procure algo para rir. Sempre posto coisas engraçadas, mais do que textos espiritualizados. Exatamente porque o riso é algo universal, apartidário. Afinal, às vezes, o cão chupando manga não é tão feio como imaginamos.


8QgIZiDUmms?utm_source=feedburner&utm_medium=email

Ervas na Umbanda com Adriano Camargo – dia 30/10 em São Paulo

Ervas na Umbanda

Neste Domingo 30 de Outubro de 2011

Próximo ao Metrô Saude

Tel.: (11) 5072-2112 / 3441-9637

O mais indicado e mais completo

Curso de Ervas na Umbanda

Com Adriano Camargo

Nossos guias usam muitas ervas, mas o que nós sabemos sobre elas?

Algumas são abortivas, outras são irritantes, e terceiras podem desequilibrar

O médium se colocadas sem o devido cuidado ao combiná-las.

Tem ervas para tudo, limpeza, energização, desobsessão, etc…

Tem ervas para todos os orixás…

Trabalhamos com ervas na força de Oxossi, da Jurema, de Ossaim e também dos caboclos (a)…

O conhecimento das ervas é milenar e está presente em todas as culturas…

Muitas ervas como a arruda vieram da Africa com o trafego negreiro…

E o mais importante de tudo:

CULTURA e INFORMAÇÃO

Não Ocupam Espaço e Ninguém Te Tira…

Eu Recomendo,

Alexandre Cumino

__________ Informação do ESET NOD32 Antivirus, versão da vacina 6569 (20111024) __________

A mensagem foi verificada pelo ESET NOD32 Antivirus.

http://www.eset.com

Semíramis enviou-lhe a seguinte Petição.

Caros Amigos,

Acabei de ler e assinar esta petição online:

«INICIATIVA POPULAR SOBRE CRIMES DE TRÂNSITO QUE ENVOLVA A EMBRIAGUEZ AO VOLANTE»

http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N15216

Pessoalmente concordo com esta petição e acho que também vais concordar.

Subscreve a petição aqui http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N15216 e divulga-a pelos teus contactos.

Obrigado.
Semíramis

Esta mensagem foi-lhe enviada por Semíramis (semiramisalencar@yahoo.com.br), através do serviço http://www.peticaopublica.com em relação à Petição http://www.peticaopublica.com/?pi=P2011N15216

Jornal Nacional da Umbada Ed. 22

Faça download no link embaixo da postagem – axé!

JORNAL NACIONAL DA UMBANDA ED. 22

O JNU edição 22, em meio as sua matérias, tras em uma triste noticia:

Recentemente foi demolida em São Gonçalo no Rio de Janeiro, a Casa Rosa. O berço da Umbanda.

Infelizmente apesar do apelo e das manifestações de varias pessoas e personalidades não foi possivel conseguir com que a Casa Rosa não fosse demolida.

Foram feitos pedidos e solicitações de intervenção junto a autoridades competentes, mas o tempo não estava a nosso favor, disponibilizamos algumas fotos como arquido do local.

Em breve estaremos completando 1 ano de publicações quinzenais, sempre trazendo conhecimento e informações dos mais variados tipos elugares, e queremos agradecer aos leitores do JNU por reenviar o arquivo do JNU aos seus amigos e cadastrados, agradecer tambem a todos que nos enviam matérias, textos, pedidos de informações. É graças a você amigo leitor que o JNU alcançou uma receptividade astronomica, ja a algumas edições estavamos ocultando o numero real de cadastrados em nossa Newsletter, somente nesta edição foi possivel azer o levantamento do numero exato de cadastrados em nossa newsletter, que é exatamente : 2.544.006 de pessoas cadastradas em nossa Newsletter.

Este sucesso e esta receptividade é uma vitoria exclusiva de vocês amigos leitores, que contribuem enviando-nos materias, textos, informações, e até mesmo reenviando o JNU a todos os seus amigos.

Pedimos que continuem nos enviando materias, textos, para que possamos levar conhecimento e informação a um numero cada vez maior de leitores.

jnu22.pdf

Oxum – Amada Mãe de Meus Amores

Oxum – Amada Mãe de Meus Amores

Por Alexandre Cumino

Hoje 12 de Outubro de 2011, acabo de fazer minhas rezas a Oxum e em improviso lhe escrevo estas palavras abaixo, em devoção…

Mãe de Todos os Meus Amores, me coloco a seus pés, toco o chão com minha testa, para, em atitude de reverência e devoção agradecer e pedir sempre sua proteção. Clamo por sua guarda e sua guia em minha vida, e peço que sua estrela possa brilhar em meu Céu, para que quando vier a noite eu possa ter sempre sua luz a me iluminar o caminho.

Me Permita Exercer o Sacerdócio de Seus Valores, Ser Amante de Sua Verdade e Místico de Sua Presença.

Clamo em Invocação sua manifestação de dentro para fora do meu, pedindo e desejando um encontro com o Sagrado de Todas as Culturas que habita no EU mais profundo no qual todos são apenas UM.

Leva seus filhos minha Amada Mãe, Enleva toda esta BANDA, Com Seus Cantos de Encantos, Amores e Solicitude ajude-nos, todos, a subir mais um degrau, em direção ao UM.

Permita minha mãe que todos que me são queridos sejam tocados por uma centelha deste infinito amor.

Seja presente em minha alma e espírito para que quando meus sentimentos, palavras e ações ganharem vida sejam sempre a sua vida manifesta na minha, proporcionando vida em abundância.

Por meio de meus olhos, boca e ouvidos, a senhora possa estabelecer um contato com este mundo tão carente de sua presença, que meus pés toquem sempre em solo sagrado e minhas mãos demonstrem gestos de amor e gratidão, reconhecendo sua presença divina em tudo que Deus Criou…

Para Minha Família Seja também a prosperidade, e, que todos reconheçam que sua presença é que nos torna prósperos e realizados…

Oxalá Nos Ilumine Para Ser e Viver Por Sua Luz e Verdade… 12 de Outubro de 2011.

Alexandre Cumino

P.S.: Dedico estas linhas, em Oração, ao meu filho, sangue de meu sangue, carne de minha carne, e peço a Amada Mãe de Meus Amores que seja Shakti (Energia, Força e Poder das Divindades femininas) na vida dele, o encaminhando, abençoando e guiando por onde for seu corpo, mente e/ou espírito.

images?q=tbn:ANd9GcSFqLKUzOssRYJft9bQZyQkHXu3vsTXzAGZ5H3t_39Oy-kywnhV

Mais uma demolição de centro de umbanda

Até onde vamos ficar calados e deixar que essas atrocidades tomem termo?
Onde estão os umbandistas do Brasil?
Onde está o senhor depeutado Àtila Nunes filho que sempre lutou pelas causas da umbanda?
Onde estão os outros políticos que, em épocas de eleição, correm aos terreiros pedido orientação, proteção e votos?
Vamos nos mobilizar! Avante, filhos de fé, como nossa lei não há
levando ao mundo inteiro, a bandeira de Oxalá!
Há quem pense que quem é umbandista deve ficar parado ou se esconder por detrás dos ritos e casas, sem nunca se mostrar
Hora disso mudar!
Saravá nossas bandas em amor e luz

Semíramis Alencar

Jornal extra – R.Janeiro

Publicado em 06/10/2011 às 06:00 Atualizado em 06/10/2011 às 10:09

Mais um terreiro de umbanda é condenado à destruição em São Gonçalo

centro-umbanda.jpg

Pai Cristiano de Oxalá em frente ao centro, em São Gonçalo Foto: Thiago Lontra / Extra

Clarissa Monteagudo e Hieros Vasconcelos

Tamanho do texto A A A

Era o dia da liberdade, da abolição da escravatura e, na tradição da umbanda, da festa dos pretos velhos, entidades que simbolizam os povos do cativeiro. Mas, para Cristiano Ramos Batista, de 37 anos, herdeiro de uma das mais tradicionais famílias umbandistas de São Gonçalo, 13 de maio — e, especificamente, o de 2010 — tornou-se marco da luta contra a destruição de seu patrimônio religioso.

Nessa data, a prefeita Aparecida Panisset, evangélica, assinou um decreto desapropriando o terreno onde está, há 40 anos, o Centro Espírita Umbandista Caboclo Pena de Ouro, comandado por Cristiano. No dia seguinte, a decisão foi publicada no Diário Oficial do município.

Esta semana, outro marco da religião começou a ser posto abaixo na cidade: a casa no bairro de Neves onde, há 103 anos, foi fundada a umbanda. A demolição poderia ter sido evitada com um decreto da prefeita. Nesta quarta-feira, durante o abraço simbólico ao berço da umbanda, integrantes de religiões de matriz africana denunciaram que sofrem perseguição em São Gonçalo.

— Vivemos numa cidade na qual, há oito anos, não há um governante que respeite a diversidade religiosa do povo que o elegeu — afirma a ialorixá Mãe Márcia de Oxum.

O imóvel do Centro Caboclo Pena de Ouro será demolido para a construção de uma vila olímpica. Cristiano entrou na Justiça contra a obra:

— Queremos o direito de dar continuidade ao nosso trabalho espiritual.

O terreno do Centro Espírita Umbandista Caboclo Pena de Ouro tem 23 mil metros quadrados. Cerca de 60% da propriedade são de mata atlântica, com espécies nativas preservadas. O pai de santo, batizado na religião como Cristiano de Oxalá, conta que, no último ano, funcionários da prefeitura entraram na propriedade e começaram as obras. O religioso reclama que nunca houve diálogo apesar das várias tentativas.

— Tentamos negociar para que deixem pelo menos o espaço onde são realizados os trabalhos espirituais. Estamos lutando há um ano. Já fecharam a entrada da propriedade com tapumes, invadiram o terreno para passar manilhas. Agora, as obras estão paradas porque a verba para a vila olímpica foi bloqueada pelo Ministério dos Esportes — diz o pai de santo.

O templo nasceu há 40 anos no bairro de Sacramento. Antes, estava instalado em Niterói. A história de pai Cristiano de Oxalá tem raízes no terreiro destruído anteontem no bairro de Neves.

— Meu pai foi iniciado por Mãe Vitória, que frequentava o terreiro de Zélio de Moraes — relata, referindo-se ao fundador da religião.

Além da atuação religiosa, o Centro Espírita Caboclo Pena de Ouro distribui cestas básicas nos fins de ano e cede espaço do seu terreno para professores treinarem, gratuitamente, crianças no futebol:

— Somos aceitos por toda a comunidade. Temos apoio de todos os comerciantes locais, como de outros bairros que sempre nos prestigiaram na nossa cidade.

__________ Informação do ESET NOD32 Antivirus, versão da vacina 6526 (20111008) __________

A mensagem foi verificada pelo ESET NOD32 Antivirus.

http://www.eset.com