Grandes Umbandistas – Átila Nunes

Átila Nunes

Atila Nunes Pereira nasceu em Niterói, Estado do Rio de Janeiro em 16 de junho de 1908 e desencarnou em 26 de outubro de 1968. Era filho de Joaquim e Alice, esta, dirigente de um centro umbandista. Conheceu Bambina Bucci em 1937, por quem nutriu uma paixão imensa. Ela foi seu esteio, seu braço direito até que ele desencarnasse em 26 de outubro de 1968. Dessa relação amorosa nasceu Átila Nunes Filho. Atila Nunes ingressou na imprensa em 1935. Foi sócio fundador do Sindicato da Associação Guanabarina de Imprensa. Escreveu nos jornais Diário Fluminense, Gazeta de Notícias, Revista do Disco, A Notícia e o Dia. Como radialista começou sua carreira em 1931 na Rádio Educadora do Brasil. Atuou na PRE-6, Rádio Sociedade Fluminense até 1937. Em 1938 ingressou na Rádio Tamoio onde lançou programas que marcaram época. Na Tamoio e na Rádio Tupi atuou até 1948, quando, então, passou para a Rádio Guanabara, onde foi locutor, animador, redator, diretor de auditório e chefe de programação. Iniciou suas apresentações umbandistas em 1948, evoluindo para o lançamento do programa “Melodias de Terreiro”. Eleito deputado em 1960, destacou-se pela sua atuação na Assembléia Constituinte e na Assembléia Legislativa. Foi um dos elaboradores da Constituição do Estado da Guanabara. No exercício do seu mandato (1960-1962) pronunciou 254 discursos, a maioria deles, em defesa da Umbanda. Toda a trajetória de Atila Nunes pode ser resumida na frase de sua autoria: “Umbanda unida, Umbanda forte!” Defendeu, através de seus programas de rádio, o direito à liberdade de culto e o respeito à religião. Criou as Caravanas da Fé, realizando o primeiro cadastramento dos terreiros do Rio de Janeiro. Escreveu preces e poemas, publicados mais tarde no livro recordista de vendagem “Antologia da Umbanda” No auge da era do Rádio, Atila Nunes comandou programas e lançou artistas, como Chacrinha, Chico Anísio e Luis Gonzaga. Também se dedicou à pintura de quadros espiritualistas, fazendo uso de seus inúmeros dons na prática do bem e da caridade. Sua composição de maior sucesso foi “Meu Sonho é Você”, em parceria com Altamiro Carrilho. Foi o primeiro parlamentar eleito pelos umbandistas no Brasil, tendo se destacado pela conquista da mais importante aspiração do seguidores dos cultos afros-brasileiros: o fim da perseguição religiosa por parte da então polícia carioca. Desencarnou na cidade do Rio de Janeiro em 26 de outubro de 1968.

Anúncios
Publicado em: Sem categoria

Comente se for um comentário instrutivo ...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s