Sabedoria Xamã

Reverencio os poderes da água e do fogo, mas
me pergunto: o frescor das águas da chuva
não anula o calor do fogo que aquece a aldeia?

– Bela guerreira… Venha comigo. Aproxime-se
da fogueira. Deixe-se aquecer… Agora, lance
seu olhar para os horizontes da aldeia. Neles,
perceba formas e essências. Dê-me sua mão…
Vamos nos aproximar delas, mas caminhe
dentro do córrego. Junto às minúsculas belezas
que o povoam. Sinta, sob seus pés, a textura
das pedras que, aveludadas pelas transparentes
águas, descansam no pequeno leito.
Pronto… Deixe o córrego prosseguir seu percurso
e venha até uma das generosas árvores, cujas
sombras abrigam os animais e refrescam o caminho
dos guerreiros e guerreiras que por aqui passam.
Prove as frutas… Tenha a experiência dos sabores.

Magnetic5.jpg
Olhe agora para o alto, para além dos pássaros que
sobrevoam este instante. Inspire, calmamente, o
inconfundível perfume da chuva que se aproxima…
Sinta os pingos que já começam a tocá-la…
Deixe-se molhar… Deixe-se molhar…

– São instantes mágicos… Inesquecíveis…
Lembrei-me da fogueira que aquece a aldeia…
Em alguns instantes, ela se apagará com
a chuva… Até que seja novamente acesa…

– Sim… Essa é a resposta… A fogueira sabe
que tudo passa, tudo se transforma…
Mesmo ela… Por isso, como você,
silenciosamente, deixa-se molhar…

( Xamã Ererê)

Anúncios
Publicado em: Sem categoria

Comente se for um comentário instrutivo ...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s